A obesidade infantil é um dos problemas mais combatidos nos dias de hoje pela Saúde Pública no Brasil e em outros países do mundo. E o Lamaxi está dando sua contribuição realizando projetos e trabalhando em parceria com as famílias para que nossas crianças sejam mais saudáveis e com hábitos melhores.

“A obesidade infantil é uma doença de consequências graves que se instala em múltiplos órgãos.” Esta é uma declaração de alerta dada pelo Dr. Dráuzio Varella.

Diante da importância em oferecer, incentivar e conscientizar as crianças desde pequenos, a turma do Infantil 5 vem conversando  bastante sobre esse assunto.

A professora Kênia do Infantil 5 relata que desde os primeiros dias observava lanches com refrigerantes, salgadinhos industrializados e guloseimas para a sobremesas. “Iniciei uma roda de bate papo para falarmos sobre os problemas causados ao ingerir alimentos industrializados. Não obtive muito sucesso. Então comecei a elogiar com grande frequência uma aluna que a mamãe prepara com todo carinho um lanche super saudável com cenourinhas, queijos, sanduíches naturais e sucos.”

A professora ainda conclui que: “Assim foi mais fácil. Uma coleguinha que começou a trazer lanches similares foi elogiada, depois outra e um outro colega também. Foi aí que aquele hábito envolveu todas as crianças. Agora, além de lanches deliciosos, também trazem sempre uma fruta e socializamos na rodinha. É um sucesso! Com dois minutinhos a bandeja fica vazia. No início era somente bananas e maçãs, mas com mais incentivos agora com frequência as crianças levam Melão, morango, manga, kiwi, uva e outras frutas. As atividades físicas e a boa alimentação são uma filosofia de vida para mim e assim fica fácil não só incentivá-los e sim dar o exemplo me  deliciando juntamente com a turma e comendo um pedaço de manga, por exemplo.”

No Lamaxi pular, correr e dançar está presente no dia a dia das crianças e percebemos o quão importante são esses momentos agregados a uma alimentação saudável. Principalmente a aqueles que moram em apartamentos que não dão a possibilidade de queimar toda essa energia.

Clique AQUI para acessar o artigo “Crianças Obesas e Sedentárias” disponível no site do Dr. Drauzio Varela, onde você pode conhecer um pouco mais sobre o assunto.

E quem não gosta de uma fruta bem docinha… não é mesmo?

Conte nos comentários quais as frutas você mais gosta, quais têm oferecido para as crianças e quais elas mais gostam também.