A Gripe H1N1 é uma doença transmitida por um novo tipo de vírus da mesma família que transmite a Gripe Comum. Também conhecida como Influenza A, a Gripe H1N1, se tornou conhecida quando afetou grande número de pessoas nos anos de 2009 e 2010. As primeiras formas do vírus H1N1 foram descobertas em porcos (daí se deu o nome de Gripe Suína também muito conhecida pela população), mas também se tornou uma ameaça aos seres humanos. Rapidamente o vírus mutante da Gripe H1N1 espalhou-se pelo mundo.

Em 2016 a Gripe H1N1 chegou mais cedo ao Brasil. A situação é tão alarmante que em março deste ano o número de casos, só no estado de São Paulo, superou a quantidade de pessoas doentes em 2015 em todo o país.

Mesmo que aqui em Minas não vivenciamos um surto da doença como em São Paulo, a população de Belo Horizonte está em alerta. Isso pode ser notado pela quantidade de pessoas com medo da doença que está lotando os postos de vacinação particulares e públicos.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde a campanha de vacinação em Minas acontece desde o dia 30 de abril. Deverão ser vacinadas as pessoas dos grupos de risco, ou seja, crianças de seis meses a cinco anos, idosos, gestantes ou mulheres que acabaram de dar a luz, portadores de doenças crônicas, funcionários do sistema prisional e da área da saúde.

Os sintomas da gripe H1N1 são bem parecidos com os da gripe comum e a transmissão também ocorre da mesma forma. Devemos ficar atentos aos sintomas, os mais frequentes são: febre alta e tosse e em alguns casos também podem aparecer dores de cabeça e no corpo, garganta inflamada, falta de ar, cansaço, diarreia e vômitos. O risco da gripe H1N1 é que ela pode levar a complicações de saúde muito graves.

5 passos para evitar a Gripe H1N1

Os passos abaixo foram ensinados Infectologistas da Sociedade Brasileira de Infectologia e podem ser acessados na integra Clicando Aqui.

1º Passo: Vacinar contra o vírus.

2º Passo: Evitar contato com pessoas infectadas com a Gripe H1N1. Mantenha as janelas abertas para circulação do ar.

3º Passo: Lavar muito bem as mãos com água e sabão. Utilizar também álcool em gel para completar a higienização. Nunca levar as mãos aos olhos, boca ou nariz depois de ter tocado em objetos de uso coletivo.

4º Passo: Usar lenço de papel ou o braço ao espirrar ou tossir, principalmente quando tocar em objetos ou se segurar em lugares públicos.

5º Passo: Evitar a má alimentação que enfraquece o sistema imunológico e deixa o organismo mais exposto ao vírus, assim com o stress a ansiedade. Beber bastante água durante todo o dia.

Aqui no Lamaxi aprendemos direitinho quais hábitos devemos ter para evitar a Gripe H1N1. Estamos atentos!

O que achou desse artigo? Compartilhe com seus amigos e familiares para que eles também se cuidem na prevenção da Gripe H1N1.