Ser criança: a importância de brincar na infância

jul 6, 2021 | Sem categoria

Atualmente vivemos em um mundo agitado, com diversas tarefas que temos que cumprir diariamente. Diante dessa situação, muitas vezes vemos nossas crianças com uma série de atividades dentro e fora da escola. O tempo de ser criança é tempo do brincar, descobrir, de ter atenção, carinho, cuidado, tempo para ter tempo de ser criança. 

É claro que estabelecer uma rotina e desenvolver as tarefas são pontos importantes. Porém, precisamos estar em constante atenção para não atropelar esse tempo/espaço tão precioso, momento este do desencadear e do desabrochar de potências individuais. 

Através das brincadeiras, as crianças têm a oportunidade de simular situações e conflitos do dia a dia, da vida familiar e social. Isso permite a expressão das suas emoções e atitudes. Brincar é uma forma das crianças encenarem os seus medos, as suas angústias e a sua agressividade e de tentarem elaborar e resolver os seus conflitos internos. 

Além disso, os jogos e as brincadeiras contribuem para o aprendizado e desenvolvimento.

Jogo da memória, quebra cabeça e xadrez: estimulam habilidades como concentração, lógica, formulação de estratégias e autoconfiança. As atividades lógicas contribuem para que a criança seja capaz de tomar decisões em situações que exijam raciocínio rápido, promove a vontade de vencer e a vivência com vitórias e derrotas.

Esconde-esconde, pega-pega e queimada: estas brincadeiras estimulam a coordenação motora, noção de espaço e a criação de estratégias.

Portanto, cabe ao adulto orientar a criança e permitir-lhe vivências que não as torne adultas precocemente.